Peça foi estrelada por idosas alunas da fundação amazonense

Aos 70 anos, Marli é uma senhora que vive em casa, lamentando-se da vida. Num passe de mágica, ela conhece personagens de contos de fada que irão fazê-la refletir sobre sua trajetória. Esse é o enredo de ‘Foram felizes para sempre’, espetáculo apresentado na Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnATI) em três sessões, nos dias 6 e 7 de março.

Estrelado por alunos do grupo de Teatro Renascer Izael Tavares, a peça propõe um novo olhar sobre as histórias clássicas dos contos de fadas, por meio de uma abordagem lúdica e educativa.

De acordo com a professora Lilian Machado, que coordena o grupo, a montagem é um convite para as oficinas da FUnATI, além de reforçar os cuidados de um envelhecimento com saúde.

“O espetáculo faz com que a pessoa idosa que ainda não despertou para vir fazer as atividades, venha fazer. Nós envelhecemos mas não podemos parar, porque se as princesas que são princesas envelhecem e conseguem ser felizes, nós também podemos”, diz a professora.

Recado de Cinderela

A aluna Carminha Guedes, de 76 anos, está no grupo de teatro há mais de uma década e comemora a participação como Cinderela neste espetáculo.

“A Cinderela para mim é uma renovação. Ela entra em cena muito esquecida, procurando seu sapatinho, mas logo encontra. É um reflexo de muitas mulheres, às vezes nós esquecemos quem nós somos na realidade, nossa personalidade. É importante manter-se firme e saber quem somos nós”, afirma a aluna.

O grupo integra a pró-reitoria de Extensão da FUnATI, com apresentações teatrais e musicais, envolvendo cerca de 30 artistas, sendo a maioria, pessoas com mais de 60 anos de idade. Já realizaram apresentações em outros estados e municípios do Amazonas, além de palcos como o Teatro Amazonas, Manauara Shopping e outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui